CONFIRMADO! Novo auxílio emergencial irá ser com o cadastro antigo; Consulte

Pente-fino do governo federal vai reduzir pela metade os beneficiários do auxílio emergencial

Receba Vagas de Emprego pelo

Está confirmado! Os beneficiários do novo programa do auxílio emergencial, versão 2021, será feita com base em uma planilha contendo dados dos contemplados do ciclo anterior, que começou no início da pandemia do novo coronavírus. Agora, caberá ao governo fazer uma espécie de malha fina para determinar os novos beneficiários.

Diferente do esquema usado em 2020 para garantir o cadastro no auxílio, em que as pessoas que não tinham o Cadastro Único (CadÚnico) deveriam solicitar o benefício  no site da Caixa, o novo programa utilizará informações no bando de dados produzido pelo Ministério da Cidadania para selecionar e cadastrar os futuros atendidos.

Além dessas mudanças, é importante salientar que as mães, chefes de família não receberão o pagamento em dobro. Este ano, todos serão beneficiados com a mesma quantia, que ainda deve ser definida pelo governo federal.

Quem será excluído do auxílio emergencial 2021

Ficam de fora das novas parcelas do auxílio emergencial:

  • Quem recebe pensão;
  • Aposentadoria;
  • Benefício assistencial;
  • Seguro desemprego;
  • Tem vínculo empregatício ativo.

A seleção reduzirá o número de auxiliados do ano passado, de 68 milhões, apenas 40 milhões serão contemplados em 2021.

Novo Valor do Auxílio 

A discussão agora é sobre os valores, onde muitos pedem pagamentos com o mesmo valor da última parcela paga de R$ 300, contudo, a ideia inicial é que possam ocorrer pagamentos de R$ 200 que tornaria mais viável o retorno do benefício pela equipe econômica, tendo em vista o Orçamento para este ano que precisa ser respeitado.

Consulte o Grupo de  Beneficiados 

Como mencionado pelos presidentes do Senado e da Câmara, para que o auxílio emergencial possa voltar o mesmo precisará se tornar mais enxuto, onde reduzir a quantidade de beneficiários seria fundamental para a retomada do programa.

A prerrogativa de liberar o pagamento do Auxílio Emergencial apenas para os considerados “invisíveis” pelo governo, ou seja aqueles que não recebem nenhum tipo de benefício assistencial do governo ou ainda que não trabalham de carteira assinada, sendo assim, o auxílio poderá ser liberado apenas para metade dos beneficiários do ano passado.

No App do Auxilio emergencial ou no endereço consultaauxilio.dataprev.gov.br, quem já fez o cadastro para o auxílio emergencial pode consultar o andamento: isso inclui se o resultado foi aprovado, negado ou inconclusivo

Dentro dessa discussão para que seja possível restringir o público que deve retornar a receber o Auxílio Emergencial, uma das medidas é que apenas beneficiários do Bolsa Família bem como as famílias que estão na fila para serem incluídos no programa social possam ter direito ao auxílio.

Interlocutores do ministro Paulo Guedes informaram que cerca de 20 milhões de pessoas são amparadas pelo Bolsa Família e que o objetivo é apoiar aqueles que são considerados “invisíveis” e que continuaram sendo afetados pela pandemia sem qualquer apoio do governo.

 

AVISO IMPORTANTE: Nunca pague qualquer quantia para participar de um processo para que seja selecionado. Não compre nenhum curso, apostilas ou serviços que prometem participação na seleção ou contratação de uma vaga. E nunca insira dados bancários, cartões ou envie documentos por e-mail ou através de sites que não reconhecem. Não nos responsabilizamos por nenhum tipo de pagamento efetuado. 
DENUNCIAR VAGA