Amazonino garante NOVO auxílio emergencial a partir de janeiro 2021

Receba Vagas de Emprego pelo
WhatsApp Facebook Instagram

O candidato à Prefeitura de Manaus por Pode, Amazonino Mendes, disse nesta quinta-feira (19) que espera ter mais votos na eleição do 1º turno. O candidato disse ainda que existem condições antagônicas e constrangedoras em ação e citou o Oriente como um desses focos. Ele abordou temas como saúde, economia, educação, entre outros

Uma das prioridades elencadas por Amazonino Mendes é instituir, a partir de janeiro, um auxílio emergencial para famílias carentes no mesmo valor atualmente pago pelo Governo Federal, de R $ 300.

Amazonino, sem citar nome, disse que seu oponente, em quatro meses como governador interino, conseguiu ser condenado pelo Tribunal de Contas do Estado do Amazonas (TCE-AM) e criticou o caso de superfaturamento de cirurgias no Hospital Delphina Aziz, quando atual oponente no 2º turno foi governador. Disse, ao contrário, que em 12 anos de governo nunca teve nenhum problema com a Polícia Federal ou com o ECA.

“Sou reitor no processo político. É meu dever enfrentá-lo. Se não for eu, quem será?” disse Amazonino Mendes, criticando seu adversário por esconder o apoio do governo estadual, entre outros, na atual disputa eleitoral.

O candidato de Pode também confirmou sua participação em dois debates: o do SBT e da Rede Amazônica, além de dizer que não está se escondendo, mas não vai ao debate da Banda porque tinha encontro marcado antes da data de o debate, nesta quinta feira (19).

A entrevista foi concedida à Rede Tiradentes.